Orçamento de Obras e a Norma de Desempenho – NBR 15575

Como analisar seu orçamento para adequá-lo às diretrizes da norma de desempenho (NBR 15575).

A ABNT NBR 15575 tem impacto nos custos do empreendimento em função de três tipos de alterações, se comparado ao que se praticava até então. São elas:

  • A necessidade de medições e ensaios com serviços especializados;
  • A necessidade de alterar determinados componentes e sistemas construtivos para atender aos requisitos novos trazidos pela norma;
  • A decisão da empresa de buscar soluções para níveis de desempenho mais elevados do que o mínimo em especial no desempenho acústico.

Assim as considerações a serem feitas deverão levantar os custos de:

  • Estudos específicos necessários em relação a riscos previsíveis presentes no terreno/empreendimento;
  • Ensaios de túnel de vento quando aplicável;
  • Projeto de acústica quando aplicável;
  • Medição de ruído de entorno para definição da Classe de Ruído do empreendimento;
  • Ensaios de desempenho acústico de lajes/pisos e de esquadrias;
  • Ensaios em guarda-corpos.

Alterações construtivas

Alguns custos adicionais deverão ser considerados para atender a norma:

  • Avaliação da fachada em relação ao desempenho térmico;
  • Análise da estrutura em relação a Tempo Requerido de Resistência ao Fogo;
  • Sistema de selagem contra incêndio a ser especificado pelo projeto de segurança contra incêndio;
  • Paredes que fazem divisa entre unidades quando com dormitório em pelo menos um dos lados em relação ao desempenho acústico;
  • Paredes de garagem em situação de sobressolo (parede para resistir impacto de automóveis);
  • Lajes/sistema de pisos, idem paredes;
  • Esquadrias, idem paredes;
  • Portas de entrada, idem paredes; portas de madeira em geral em relação à norma NBR 15930;
  • Impermeabilização em todo o banheiro com chuveiro;
  • Proteções térmicas em coberturas;
  • Materiais de revestimentos com índice de propagação de chamas e densidade de fumaça adequados aos critérios da norma (materiais entregues em áreas comuns e privativas quando for o caso).

Níveis de desempenho intermediário ou superior

Para empreendimentos de padrão médio alto ou alto deverão ser estudados os seguintes itens:

  • Isolamento acústico das paredes divisórias entre unidades e eventualmente embora a norma não exija em paredes internas;
  • Portas de entrada e de áreas coletivas como salões de festas por exemplo com maior capacidade de isolamento;
  • Isolamento acústico de instalações hidráulicas e equipamentos;
  • Esquadrias;
  • Sistema de piso flutuante em lajes ou revestimentos a serem entregues;
  • Maiores proteções de cobrimento em estruturas para maior vida útil: exemplo lajes de subsolos com maior cobrimento ou contrapiso.

Quer saber mais? Baixe o CHECK-LIST DE ATENDIMENTO A NBR 15.575.

Published by

realizarengenharia

A Realizar é uma empresa de engenharia condominial para prevenção de problemas e preservação dos imóveis. Manutenção predial acessível e confiável.

Deixe uma resposta