Dica do dia a dia: Estrutura

O guia de como fazer a manutenção ideal de Estrutura

O que é de Estrutura?

As estruturas são responsáveis pelo suporte e transferência de carga de um edifício. Pode-se dizer que existem dois tipos de sistemas básicos: o sistema reticulado e o autoportante.

No sistema reticulado, geralmente em concreto armado, a transferência de todas as cargas atuantes para as fundações, quer por meio dos pisos, quer pelos painéis de alvenaria (paredes), é feita por elementos denominados de vigas e pilares.

Viga é uma peça linear cujo carregamento principal, advindo da laje, distribui-se também igualmente para os pilares.

Pilar é uma peça linear; carregamentos principais provenientes das vigas são nele concentrados e distribuídos para as fundações.

No sistema autoportante, uma parte ou toda a alvenaria transmite diretamente as cargas recebidas para as fundações. Qualquer modificação ou remoção de paredes nesse sistema precisa ser precedida de consulta ao construtor ou ao projeto.

Em ambos os sistemas, o elemento estrutural que recebe a ação direta das cargas devidas ao uso são as lajes, definidas como peças planas, cujo carregamento principal é aplicado ao longo de sua superfície.

os-tres-porquinhos1
As estruturas devem suportar todos os esforços externos além do seu peso próprio

Tipo de Uso

A estrutura da edificação, projetada e executada conforme exigências das Normas Brasileiras, é constituída por elementos que visam garantir a estabilidade e a segurança da construção além de manter a forma do edifício. Os elementos que a compõem foram submetidos a controle tecnológico no momento da execução. Todo o peso próprio da estrutura e das cargas posteriores é transmitido para as lajes, vigas e pilares sucessivamente, sendo finalmente descarregado no solo, em elementos estruturais denominados fundações que, neste empreendimento, tiveram a metodologia de execução dividida em sapatas e estacas escavadas mecanicamente, ambas moldadas no local.

img
Estruturas reticuladas direcionam os esforços para vigas e pilares.

Cuidados de Uso

  • Não retirar, alterar seção ou efetuar furos de passagens de dutos ou tubulações em quaisquer elementos estruturais para evitar danos à solidez e à segurança da edificação.
  • Não sobrecarregar as estruturas e paredes além dos limites previstos em projeto, sob o risco de gerar fissuras ou comprometimento dos elementos estruturais e de vedação, como, por exemplo, troca de uso dos ambientes e colocação de ornamentos decorativos com carga excessiva.
  • Não expor a superfície do concreto ao contato direto com matéria orgânica, substâncias ácidas e produtos químicos.
  • Evitar exposição das superfícies de concreto ao fogo.

Manutenção Preventiva

  • As edificação necessitam de um plano de manutenção específico, que atenda às recomendações dos fabricantes, diretivas da ABNT NBR 5674 e normas específicas do sistema.
  • Somente utilizar peças originais ou com desempenho de características comprovadamente equivalente às mesmas. Para a manutenção contrate sempre empresas especializadas/ capacitadas.
  • A fachada da edificação deve seguir o programa de gestão de manutenção, de responsabilidade da administração do condomínio, a fim de se evitar envelhecimento, perda de brilho, descascamento e eventuais fissuras que possam causar infiltrações.
manutencaopreventiva
Fonte: Manual de Garantias – Sinduscon / MG (Sindicado da Indústria de Construção Civil de Minas Gerais)

Garantia Declarada

garantia
Fonte: Manual de Garantias – Sinduscon / MG (Sindicado da Indústria de Construção Civil de Minas Gerais)

O prazo das garantias declaradas, sempre referem-se ao prazo total, ou seja, não complementar, regulamentado por lei, válido a partir da data do “habite-se” da edificação.

calendar-clock-icon_34472

 Perda de Garantia

  • Se qualquer um dos elementos estruturais (pilares, vigas e lajes) for retirado ou modificado.
  • Se forem alterados quaisquer elementos de vedação com relação ao projeto original.
  • Se forem identificadas sobrecargas nas estruturas e paredes além dos limites normais de utilização previstos.
  • Se for feita abertura de vãos não previstos no projeto original.
  • Se forem feitas fixações não previstas diretamente nos elementos estruturais.
  • Se não forem tomados os devidos cuidados de uso ou não for feita a manutenção preventiva necessária.

Antes de fazer qualquer perfuração, certifique-se de que não irá atingir nenhum sistema e de que não comprometerá qualquer elemento estrutural.


Leia também:

O que é o sistema de manutenção preventiva?  – A manutenção preventiva é caracterizada por um conjunto de serviços cuja realização seja programada com antecedência, priorizando os itens de maior gravidade, urgência e as solicitações dos usuários.

Precauções quanto à garantia dos edifícios – A garantia fornecida pela construtora não é irrestrita e diz respeito apenas aos vícios e defeitos de construção. Ou seja, a manutenção do condomínio deve ser feita normalmente e, se não for, os problemas decorrentes não cabem à construtora.

Você sabe qual é o prazo de garantia do seu prédio? – Este prazo de garantia legal, os 5 anos, refere-se exclusivamente aos casos de solidez e segurança da edificação, ou seja, ocorrências que possam causar ameaça à integridade física de pessoas.

cropped-prancheta1-azul-01.png


Published by

realizarengenharia

A Realizar é uma empresa de engenharia condominial para prevenção de problemas e preservação dos imóveis. Manutenção predial acessível e confiável.

Deixe uma resposta